Adicionado(s) ao carrinho
Adicionado(s) ao carrinho
Carrinho de compras

Como escolher a sua pistola de pregos?

A pólvora, gás ou bateria. Descubra a pistola de pregos ideal para as suas necessidades

Em obra, as pistolas de pregos para aço e betão permitem realizar, em tempo recorde, uma ampla gama de aplicações, desde as obras estruturais à eletricidade. 

como escolher a sua pregadora profissional

Quais as vantagens da pistola de pregos?

Campeã de produtividade

10 vezes mais rápida do que a fixação com buchas, sem poeiras nem vibração e ruído reduzido. A pistola de pregos é, incontestavelmente, a rainha da produtividade.

Com pregos em fita, poderá realizar fixações em série em tempo recorde – e com todo o conforto. Fácil! 

Uma tecnologia segura

como funciona uma pregadora

Existe um pistão intercalado entre a câmara de combustão e a cabeça do prego.

O pistão introduz o prego para efetuar a fixação no material de suporte, o que reduz consideravelmente a velocidade de saída do prego.

Pregadora profissional

O disparo é acionado unicamente por pressão no material.

O "disparo à vista" é portanto impossível, mas o aparelho mantém o seu poder de fixação: trata-se da tecnologia de disparo indireto.

As nossas pistolas de pregos estão equipadas com cinco sistemas de segurança. Estes sistemas garantem, permanentemente, um trabalho mais seguro e previnem os erros de manipulação. 

  • Disparo indireto 
  • Gatilho de acionamento 
  • Pressão suficiente para o acionamento 
  • Apoio a 90 graus - dois pontos de contacto na ponta 
  • Segurança antiqueda

Opcional :

  • Sistema antifuração (PTR): aquando da fixação de materiais finos (3-4 mm), uma anilha detém o disparo em caso de furação.
  • Sistema antifuração (PTR): aquando da fixação de materiais finos (3-4 mm), uma anilha detém o disparo em caso de furação.
  • Smart Tool: funcionalidades acessíveis através de uma aplicação permitem-lhe fazer com que o seu aparelho emita sinais sonoros para o localizar, pedir uma reparação ou, ainda, aceder aos dados funcionais da ferramenta.

ⓘ Fixação com pregos e saúde: fonte de ruído, de vibrações e de poeiras, a perfuração com um perfurador provoca inúmeros problemas músculo-esqueléticos, respiratórios e auditivos com que os profissionais da construção estão familiarizados. Ao limitar consideravelmente estes três fatores, a fixação com pregos apresenta-se como uma alternativa muito melhor para a saúde. Para o utilizador, trabalhar com a fixação com pregos permite, assim, reduzir consideravelmente os riscos de doenças, melhorando o conforto no trabalho. 

Uma pistola de pregos para cada aplicação

Existem três tipos de pistolas de pregos, de acordo com a potência expressa em joules (J):

  • É possível distinguir três tipos de pistolas de pregos, em função da sua potência expressa em joules (J) - leve, média e pesada. As pistolas de pregos leves têm uma potência compreendida entre 85 e 100 J e funcionam com energia a gás ou a bateria. Utilizam principalmente pregos com um diâmetro compreendido entre 2,5 e 3 mm e são ideais para realizar fixações de elementos leves em série - fixações de calhas de divisórias ou de cabos elétricos em betão ou aço.
  • As pistolas de pregos médias têm uma potência compreendida entre 80 e 330 J. Com diâmetros de pregos entre 3,5 e 4 mm, permitem realizar fixações de cargas leves a mais elevadas, tais como tetos falsos, canalização leve e apoios de cabos. Baseadas numa tecnologia a pólvora, revelam-se polivalentes graças à sua regulação de potência, mas necessitam de manutenção regular.
  • As pistolas de pregos pesadas têm uma potência compreendida entre 330 e 500 J. Baseadas na tecnologia a pólvora, destinam-se principalmente a fixações exigentes em aço. Também requerem uma manutenção regular. Permitem realizar a maior parte das aplicações de cobertura metálica, de revestimento, de colocação de ripas ou de conectores para pavimentos mistos. 

Fixações homologadas

As homologações existem para que tenha total confiança nos seus trabalhos. Emitidas por organismos nacionais (CSTB, Veritas), europeus (ATE) ou internacionais (ICC Evaluation Service), estas garantem os desempenhos da fixação em diferentes ambientes, assegurando um coeficiente de segurança.

A tecnologia de fixação com pregos beneficia de um vasto painel de homologações em betão, aço ou associadas ao ambiente. A maioria baseia-se na utilização de um prego com um determinado aparelho. 

Fixação pregadora

Utilização confortável  

O conforto assume especial importância para que possa manipular o aparelho durante várias horas consecutivas.

Ainda que sejam iguais quanto ao princípio de fixação, as pistolas de pregos distinguem-se pelo seu peso e funcionalidades. 

Fixações leves em série – exemplo: fixação de calhas para divisórias ocas. Privilegie principalmente as tecnologias a gás ou a bateria, mais leves e de curso curto.

Fixação no teto – exemplo: fixação de cabos elétricos. Privilegie os aparelhos a pólvora ou a bateria dotados de um extensor, o que se revela prático e mais seguro do que o trabalho em andaime.

Potência e praticidade – exemplo: fixação de espaçadores de secções. Privilegie os aparelhos a pólvora, de elevada energia e dotados de uma regulação de potência. 

Como pode ver, trata-se de encontrar o compromisso entre potência, peso, dimensões e funcionalidades. 

Pistolas de pregos a pólvora

prego para pregadora profissional

Os princípios de funcionamento 

Inventada na década de 1940, a tecnologia a pólvora foi a primeira tecnologia a ser desenvolvida. As pistolas de pregos a pólvora baseiam-se na combustão de pólvora para produzir a energia necessária à introdução do prego por um pistão.

As cargas de pólvora apresentam-se sob a forma de fitas em plástico que se inserem no aparelho.

O disparo é desencadeado através de pressão simultânea do gatilho e da ponta do aparelho. Dá-se então a combustão no interior da câmara de combustão, isolada do canhão por um pistão que irá introduzir o prego – disparo indireto.

Como qualquer aparelho a pólvora, é conveniente proceder a uma limpeza periódica para remover os resíduos de calamina que possam impedir o correto funcionamento da ferramenta. 

Please enter alternative text here (optional)

As vantagens da tecnologia a pólvora 

A tecnologia a pólvora continua a ser, até à atualidade, a mais potente. Com potência compreendida entre 80 e 500 J, esta tecnologia abrange igualmente a gama mais ampla de aplicações. Graças a esta energia, a fixação com pregos através de pólvora permite aplicar os pregos de maior diâmetro, os quais suportam cargas mais pesadas. 

A maioria dos aparelhos a pólvora é dotada de uma regulação de potência, o que permite ajustar o nível de energia do disparo e, assim, limitar a taxa de resíduos. Outras tecnologias nesta área, como o Kwik (pré-perfuração), são compatíveis com este sistema e garantem uma taxa de resíduos nula e cargas até 600 kg.

Enfim, a maioria dos produtos da gama é acompanhada de um conjunto de homologações, como, por exemplo, o documento CSTB para a subcamada da placa, o ICC-ESR 2269 para pregos para betão, certificações sísmicas, fogo.  

Quais as aplicações possíveis?

As pistolas de pregos a pólvora destinam-se, em particular, aos profissionais da construção que executam trabalhos em instalações do setor terciário, da indústria ou da energia. Graças à sua polivalência e segurança são capazes de dar resposta aos padrões das empreitadas mais exigentes. 

Em obras estruturais, a fixação com pregos através de pólvora permite fixar vários elementos temporários, tais como espaçadores de secção, pavimentos de estaleiros, mas também membranas de tipo Delta-MS, através de pregos anilhados.

Em acabamentos, as principais aplicações são a fixação de cabos ao solo ou ao teto, graças a ganchos, a fixação de conjuntos de cabos, varões roscados, cabos para luminárias, calhas de PVC, tubos IRO.

Os canalizadores utilizam esta tecnologia para fixar varões roscados descendentes ou buchas roscadas necessárias para o apoio de redes de abastecimento de água e de ventilação. Estas mesmas fixações podem ser utilizadas na organização e acabamento dos tetos falsos.

Quais as vantagens que lhe confere?

Esta tecnologia comprovada não requer nenhuma outra fonte de energia a não ser a pólvora. Assim, não necessitará de eletricidade.

A potência desta tecnologia permitir-lhe-á também abranger as aplicações mais exigentes, como os aços de elevada dureza, mas também as aplicações de segurança, graças à existência de homologações. 

A nossa gama de pistolas de pregos a pólvora

Pistolas de pregos leves

DX351

DX 351-ME

Pistola de pregos a pólvora totalmente automática, elevado rendimento, dimensões reduzidas, para elementos de fixação mecânicos e elétricos.

Mais informação
DX 5-F8

DX 5-F8

Pistola de pregos a pólvora ligada para uma melhor produtividade e polivalência para pregos individuais.

Mais informação

Pistolas de pregos pesadas

DX 76-PTR

DX 76-PTR

Ferramenta de fixação semiautomática robusta, tecnologia a pólvora, para a orientação de pregos agrupados em estruturas em aço

Mais informação

Pistolas de pregos a gás

indicador para utilização do gás na pregadora

Os princípios de funcionamento 

O princípio de funcionamento de uma pistola de pregos a gás é relativamente simples: com a botija de gás corretamente inserida, basta colocar a ponta da pistola perpendicularmente à superfície na qual se irá apoiar.

Devido à compressão da ponta até ao seu limitador interno, cria-se uma entrada de gás na câmara de combustão. Permanecendo totalmente apoiado, uma pressão no gatilho desencadeia uma faísca que irá inflamar o gás. A inflamação do gás na câmara de combustão empurra então o pistão que, por sua vez, irá empurrar o prego.

A utilização da bateria em algumas pistolas de pregos não serve para criar uma faísca, como se poderia pensar. A bateria permite, simplesmente, ativar um ventilador que irá misturar o gás com o oxigénio. 

As vantagens da tecnologia a gás

Introduzida na década de 1990, a tecnologia a gás difundiu-se bastante e possui múltiplas vantagens. De baixo custo, beneficia de um preço por disparo geralmente mais reduzido, graças, nomeadamente, à utilização de pregos mais finos e com uma energia económica.

Muitos clientes apreciam esta tecnologia pela sua ergonomia (peso razoável, boa preensão) e pelo seu reduzido curso de compressão da ponta (ganho em rapidez), que tornam a ferramenta perfeitamente adaptada às aplicações em série

gx2 pregadora profissional

Quais as aplicações possíveis? 

As pistolas de pregos a gás destinam-se principalmente aos profissionais da construção que realizam trabalhos de eletricidade e de acabamentos interiores, tal como a instalação de calhas para divisórias ocas.

Para os eletricistas, as pistolas de pregos a gás podem servir para a fixação de calhas e de condutas para cabos elétricos, no pavimento ou nas paredes. É importante realçar que a utilização de uma pistola de pregos a gás no teto é tecnicamente possível, mas as fixações realizadas não são asseguradas por nenhuma aprovação técnica europeia ou francesa.

O restabelecimento de carga em subcamada da placa é mais reduzido do que numa fixação realizada com uma pistola de pregos a pólvora e a sua resistência no betão não está comprovada. Para os profissionais da instalação, a pistola de pregos a gás é a ferramenta ideal para fixar calhas.

Com efeito, permite disparos em série de forma contínua e durante um longo período. No mercado, em média, cada lata de gás pode disparar no mínimo 500 pregos, em condições ideais. 

Quais as vantagens que lhe confere?

A pistola de pregos a gás em conjunto com uma bateria faz parte da gama básica. Representa, assim, um investimento moderado. Nesse caso, é necessário lembrar-se de ter sempre a bateria carregada e uma lata de gás de substituição.

Se a dupla fonte de energia não o incomoda e considera que irá ter uma necessidade moderada de disparos em série, nesse caso, pode ser uma escolha inteligente para beneficiar das vantagens da fixação com pregos a um menor custo.

Se se preocupa com a otimização do seu conforto ou uma utilização intensiva, será mais recomendado optar por uma pistola de pregos unicamente a gás ou a bateria (ver mais abaixo). Limitar-se-á, assim, a uma única fonte de energia e limita também as restrições associadas ao carregamento.  

A nossa gama de pistolas de pregos a gás

Pistolas de pregos leves

Pregadoras leves

GX 3

Pistola de pregos a gás para aplicações de acabamentos interiores

Mais informação
pregadora a gás profissional

GX 90-WF

Pistola de pregos a gás para aplicações de estruturas

Mais informação
pregadora a gás elevado desempenho

GX-IE

Pistola de pregos a gás para fixação de isolante em betão macio e em alguns betões duros

Mais informação

Pistolas de pregos a bateria

Os princípios de funcionamento

As pistolas de pregos a bateria, a tecnologia mais recente, trouxeram consigo uma pequena revolução ao mundo da construção. Com esta ferramenta, já não necessita de pólvora nem de gás para realizar as suas fixações.

Patenteado pela Hilti, este sistema de funcionamento de uma pistola de pregos a bateria não gera qualquer combustão: um motor elétrico faz mover uma correia que comprime um sistema de mola dupla em aço.

A pressão sobre o gatilho liberta estas molas, cuja força é transmitida ao pistão e depois ao prego. Para funcionar, a pistola de pregos necessita simplesmente de uma bateria carregada.

As vantagens da tecnologia a bateria

Bateria Hilti

A ausência de gás e pólvora

Tendo como única fonte de energia a bateria, liberta-se da necessidade de ter sempre à mão uma lata de gás ou pólvora.

A bateria está descarregada? Utilize então a bateria compatível com o seu perfurador ou aparafusadora, ou recarregue-a completamente em 30 minutos.  

Bx3

Facilidade de manutenção e utilização

Outra vantagem é a ausência de combustão, que simplifica consideravelmente a manutenção do aparelho - não é necessária qualquer limpeza.

Por outro lado, a única variável de regulação é o comprimento dos pregos: ligue, pregue – não existe regulação de potência.  

ferramentas profissionais elevado desempenho

Compatibilidade de baterias

A maioria dos fabricantes otimiza as baterias, agrupando-as por plataforma. Pioneira na fixação com pregos a bateria, a Hilti propõe uma pistola de pregos baseada na sua plataforma de 22 V.

Troque a bateria do seu perfurador, aparafusadora ou pistola de pregos pela bateria de mais de 20 ferramentas, no total.  

Quais as aplicações possíveis?

As pistolas de pregos a bateria destinam-se também aos profissionais da construção que realizam trabalhos de eletricidade e de acabamentos interiores, em particular em obras de habitação ou do setor terciário. Para os eletricistas, as pistolas de pregos a bateria podem servir para a fixação de calhas e de condutas para cabos elétricos no pavimento, nas paredes ou no teto.

A pistola a bateria BX 3 está, efetivamente, abrangida por uma aprovação técnica europeia que garante a boa resistência dos pregos no betão fissurado.

O conjunto das fixações que um eletricista pode vir a realizar está, portanto, abrangido por este aparelho. É de realçar, no entanto, que se costuma realizar fixações em série em subcamada da placa, será mais recomendado utilizar a tecnologia a pólvora. Os betões em subcamada da placa são geralmente mais duros, pelo que será então necessária uma maior potência, para que os pregos penetrem e a tecnologia a pólvora responde perfeitamente a este género de restrição.

Além disso, as pistolas de pregos a pólvora são mais leves e mais ergonómicas para a manipulação no teto. Para os profissionais da instalação, a BX 3 é perfeita para a fixação de calhas e para o trabalho em série. 

Quais as vantagens que lhe confere?

Com as pistolas de pregos a bateria, não terá de se preocupar mais com latas de gás ou com pólvora, o que facilita consideravelmente a sua gestão dos abastecimentos. Não existem cheiros, nem manutenção e são compatíveis com as baterias de muitas outras ferramentas. O mesmo acontece com as regulações do aparelho, que são simplificadas ao máximo.

É a ferramenta ideal se deseja melhorar o seu conforto aquando da fixação com pregos ou dotar o seu parque de ferramentas de uma ferramenta de elevada produtividade. 

A nossa gama de pistolas de pregos a bateria

Pistolas de pregos leves

BX 3-ME 02

BX 3-ME 02

Ferramenta de fixação a bateria para aplicações mecânicas e elétricas

Mais informação
Pregadora profissional

BX 3-L 02

Ferramenta de fixação a bateria para aplicações de acabamentos interiores

Mais informação

Os nossos manuais para funções

Descubra as pistolas de pregos associadas à sua função

É construtor

Saber mais

É instalador

Saber mais

É canalizador ou eletricista

Saber mais

É serralheiro

Saber mais

Contacte-nos
Contacte-nos