Exposição mínima à vibração resultante da construção

Tecnologia de Redução Ativa da Vibração (AVR) e outras estratégias práticas para ajudar a reduzir a vibração

No setor da construção, os trabalhadores estão inevitavelmente expostos a alguma vibração quando perfuram, cinzelam, partem ou trituram materiais. No entanto, pode calcular, gerir e minimizar a vibração das ferramentas elétricas, para ajudar a que os trabalhadores estejam mais confortáveis e consequentemente sejam mais produtivos. 

Como empregador responsável, naturalmente deseja aumentar a produtividade da sua equipa. Como pode então gerir a intensidade e a duração da vibração às quais os membros da sua equipa estão expostos? 

Como medir a vibração das ferramentas elétricas nos seus locais de trabalho?

Em alguns países pode ser necessário que um empregador meça e monitorize a vibração a que os seus funcionários estão expostos. 

Assim sendo, os empregadores que sigam os valores de exposição que desencadeiam a ação determinados pela União Europeia (EAV) poderão ter de agir quando a exposição de um trabalhador à vibração chegue aos 2,5 m/s2 A (8). Isto significa que a exposição à vibração de um trabalhador atinge os 2,5 metros por segundo em média durante um turno de 8 horas [1]. 

Para além disso, a UE determina valores-limite de exposição (ELV), para o valor máximo de vibração a que um indivíduo pode ser exposto num dia, que é 5 m/s2 A (8). 

Na Grã-Bretanha, a Health and Safety Executive (HSE) publica uma calculadora de exposição à vibração para mão-braço [2] que ajuda os empregadores a monitorizar e medir a vibração. No entanto, é importante compreender que um valor superior de m/s2 não implica necessariamente um risco maior. Para escolher a ferramenta certa para o trabalho, deve considerar outros fatores como desempenho da ferramenta, fadiga correspondente e o "tempo de acionamento" (tempo passado a utilizar ferramentas que vibram).  

Por essas razões, recomendamos que utilize também o seletor de ferramentas da Hilti, que calcula o desempenho da ferramenta, ajudando-o a escolher as ferramentas certas e reduzir o tempo de exposição. O seletor também lhe dá informações sobre como calcular os valores de poeira e ruído, algo que o pode ajudar a gerir saúde e segurança. 

Como pode então minimizar a vibração na construção, aumentar a produtividade e dar origem a locais de trabalho mais saudáveis? Recomendamos que siga o "Princípio STOP".   

Substituição: elimine os riscos de vibração utilizando alternativas

Ferramenta de núcleo adiamantado DD 30-W utilizada para perfurar orifícios de ancoragem no betão

Perfuração

Escolha ferramentas de núcleo adiamantado de baixa vibração, como a DD 30-W, em vez de martelos combinados. Reduza ainda mais a exposição à vibração utilizando um sistema montado num equipamento.

Ferramenta de núcleo adiamantado DD 30-W
DD 350-CA com Assistência ao Corte a ser utilizada com uma unidade de alimentação automática que torna a perfuração num processo altamente eficiente e totalmente automatizado

Demolições

Utilize serras de parede diamantadas e ferramentas de núcleo montadas num equipamento, tais como a DD 350-CA, em vez de martelos combinados manuais e britadeiras. Trabalhar com uma unidade de alimentação automática com Assistência ao Corte torna este um processo altamente eficiente e totalmente automatizado.

Ferramenta de núcleo adiamantado DD 350-CA
Serra circular a bateria SCW 22-A a ser utilizada para cortar madeira

Cortar

Opte por uma serra de parede diamantada montada tal como a DST 20-CA com Assistência ao Corte, em vez de serras manuais a gasolina. Ao cortar com ferramentas manuais, considere utilizar serras circulares como a SCW 22-A que tem valores de vibração mais baixos do que serras de sabre.

Serra de parede elétrica DST 20-CA Serra circular a bateria SCW 22-A
Pregador a bateria BX 3, uma alternativa de baixa vibração para perfurar, a ser utilizada para fixar em betão

Fixação direta

Faça a mudança para fixação direta de baixa vibração como o pregador a bateria BX3 em vez de perfurar para apertar ancoragens, parafusos e pernos.

Pregador a bateria BX 3
Canal de ancoragem moldada HAC, posicionado em torno da vara para betão antes de o betão ser despejado, isto significa praticamente zero vibração resultante da perfuração

Conceber para reduzir a vibração na construção

Coloque os nossos canais de ancoragem moldada HAC em torno da vara para betão antes de o betão ser despejado, isto significa praticamente zero perfuração e, deste modo, sem vibração.

Canais de ancoragem moldada HAC

Técnico: produtos que reduzem a vibração de ferramentas elétricas

Através de várias décadas de investigação e desenvolvimento, a Hilti tem vindo a minimizar a vibração de ferramentas elétricas utilizando os sistemas de Redução Ativa da Vibração (AVR). Esta tecnologia reduz a vibração em até dois terços quando comparada com ferramentas tradicionais, permitindo que sejam utilizadas durante mais tempo e com maior conforto. 

Escolher ferramentas com AVR pode reduzir significativamente a vibração sem comprometer o desempenho, fazendo com que os trabalhadores se mantenham confortáveis e produtivos. 

O AVR da Hilti trabalha de várias formas para reduzir a vibração de ferramentas elétricas a um valor mínimo, incluindo:

para mostrar o sistema de subchassis dentro do TE 1000-AVR

Sistemas de subchassis

Incluído em ferramentas como a britadeira TE 1000-AVR, onde o motor é isolado do compartimento externo através de um sistema de suspensão, absorvendo assim vibração que de outra forma passaria diretamente para o utilizador.

Ver vídeo
Corte para mostrar os amortecedores dinâmicos dentro do TE 50-AVR

Amortecedores da vibração

Corte para mostrar os amortecedores dinâmicos dentro do TE 50-AVR.

Ver vídeo
Proximidade da pega separada do TE 60-ATC-AVR

Pegas separadas

Separe a secção vibratória da ferramenta do utilizador em martelos combinados como o TE 60-ATC-AVR, que também inclui um amortecedor de vibração incorporado.

Ver vídeo

Organizacional: medidas para reduzir a exposição à vibração

A terceira fase do "princípio STOP" trata de implementar medidas organizacionais que reduzam a exposição dos trabalhadores da construção à vibração para um valor mínimo. 

Uma forma de o conseguir é criar um sistema de rotação de trabalho, garantindo que os trabalhadores rodam entre tarefas que signifiquem utilizar ferramentas com vibração ou não.  

Da mesma forma que pode utilizar ferramentas mais rápidas e eficazes na redução do tempo de exposição à vibração, também as pode combinar com inserções de qualidade. Inserções de alto desempenho não reduzem diretamente a vibração de construção mas ajudam-no a completar a tarefa mais depressa, reduzindo o tempo de acionamento e, por conseguinte, a exposição geral à vibração. 

Alguns bons exemplos de melhorias de consumíveis que pode efetuar são: 

  • Perfuração: utilizar pontas de broca do martelo perfurador TE-CX (SDS plus) com 4 extremidades de corte de carboneto para terminar o trabalho mais rapidamente 

  • Cinzelamento: opte por cinzéis de afiamento próprio TE-SPX que prendem menos graças ao design ondular do polígono  

  • Rebarbar: utilizar as mós diamantadas para rebarbar mais rapidamente graças à alta concentração de diamantes e alta qualidade e menor vibração graças à tecnologia avançada de equilíbrio do núcleo 

A sua empresa também deve garantir que os membros da equipa recebem formação do setor para ajudar a reduzir a exposição à vibração. Para o ajudar, estão disponíveis conselhos e orientações imparciais nas páginas web da HSE vibration [3].  

A Hilti também oferece formação em vibração que é altamente interativa e desenvolvida especificamente para o setor da construção. As nossas sessões de formação em segurança são uma mescla de exercícios práticos com hardware exclusivo, animações audiovisuais e teoria.

Equipamento de proteção individual: onde os riscos para a saúde subsistem

Por último, se não existir alternativa à exposição de trabalhadores à vibração, torna-se essencial que usem equipamento de proteção individual (EPI) adequado. 

Uma solução possível pode ser fornecer luvas de segurança que mantenham as mãos quentes e que tornem o trabalho mais confortável. Também é importante que os utilizadores sejam instruídos a não se esforçarem demasiado quando estejam a utilizar as ferramentas e deixá-las fazer o trabalho. Desta forma, os trabalhadores reduzem a vibração da ferramenta elétrica a que estão expostos. 

Partilhe com a sua rede: